DevOps Summit Brasil 2016: +10 Ferramentas para Melhorar a Qualidade de seu Software

capa-palestra-devops-summit-brasil

No último final de semana, tivemos a primeira edição do DevOps Summit Brasil 2016. Foi um evento de 2 dias e eu tive o prazer de palestrar no segundo dia sobre o tema que é o título deste post.

Logo após encerrar a minha palestra que apresentou ferramentas como Code Analysis, Code Clone, Code Metrics, IntelliTest, Code Coverage, Selenium, Application Insights e SonarQube, comecei a ter feedbacks de pessoas que estavam muito interessadas em assistir o conteúdo, mas que não puderam porque a sala estava um pouco cheia.

sala-cheia-devops-summit andre-dias-devops-summit

Para que ninguém se sinta prejudicado e mesmo para que os que não puderam comparecer ao evento tenham acesso ao conteúdo, decidi gravar a palestra e disponibilizar aqui no blog.

Abaixo vocês podem ter acesso aos slides e também a gravação da palestra.

Slides

Vídeo

Espero que gostem.

Abraços
André Dias

Evento de Lançamento do Visual Studio 2015

baner

Em 20 de julho, iremos celebrar a última release do Visual Studio 2015! Convidamos a todos a aprender sobre as novas features e tecnologias que acompanharão a nova versão. Você poderá interagir na sessão ao vivo, participar da sessão de perguntas e respostas com o time de engenharia, além de se aprofundar em detalhes técnicos, em mais de 60 sessões on-demand. Para acessar, clique aqui.

Teremos também a oportunidade de ver o time de Visual Studio criando uma solução fim-a-fim em um projeto open-source, alavancando as mais novas ferramentas e tecnologias. Veja como eles lidam com os mais diferentes cenários e tire suas dúvidas.

Participe do lançamento no dia 20 de julho, clicando aqui. Não é necessário fazer o registro, apenas acesse a URL no dia 20 de Julho, a partir das 12h30 (horário de Brasília). Siga @visualstudio e acompanhe as novidades.

Compartilhe conosco a sua experiência usando a hashtag #visualstudiortm

DevOps Self Assessment

Esta semana, a Microsoft liberou um hotsite específico para DevOps. Logo de cara podemos ver uma rápida explicação sobre o assunto, destacando que o termo é mais que tecnologia ou um conjunto de ferramentas, afirmando que é uma mentalidade que requer uma evolução cultural e que pessoas, processos e ferramentas podem tornar o ciclo de vida das aplicações mais rápidos e previsíveis.

Dev_ops590x590

Nada de novo, mas é interessante ver como a Microsoft está entregando a mensagem correta, abordando a origem do DevOps e sem empurrar ferramentas.

devops-book-ms

O hotsite traz ainda um paper da Forrester sobre infraestrutura como código (Infrastructure as Code) e disponibiliza um e-book com o título “From Agile to DevOps at Microsoft Developer Division”, que conta como a Divisão de Desenvolvimento da Microsoft, que entregava releases anuais de software on premisse, se tornou um provedor SaaS com continuous delivery em núvem publica. O livro cobre ainda as práticas de engenharia, ferramentas e culturas que a Microsoft precisou evoluir para se transformar para a segunda década da agilidade.

Por último, mas não menos importante, temos a disponibilização do DevOps Self Assessment, um questionário bem simples, com pouco mais de 20 perguntas, para você saber como está a maturidade do DevOps dentro da sua empresa, quais áreas podem ser melhoradas e, o principal, como você pode melhorá-las.

Assessment DevOps

Esteja preparado para responder questões sobre:

  • Production First Mindset
  • Backlog Groomed with Learning
  • Evidence Gathered in Production
  • Flow of Customer Value
  • Team Autonomy and Enterprise Alignment
  • Managing Technical Debt
  • Managing Infrastructure as a Flexible Resource

E ainda não acabou, lá no final do hotsite, bem no final mesmo, você pode ler um Estudo de Caso da Xerox e acessar um outro paper da Forrester sobre o Release Management.

Diversão garantida para consultores, empresas que querem adotar DevOps e entusiastas do assunto.

Abraços e até a próxima
André Dias

ALM Rangers – Relatório de Permissões do TFS

Ana, uma administradora de TFS, quer saber a quais recursos do TFS os usuários tem acesso, para identificar potenciais riscos de segurança”. Parece uma user story (ou requisito) bobo, algo tão simples que imaginamos que a ferramenta vai nos mostrar isso em no máximo 3 cliques.

Pois é, não é bem assim! Apesar de ser uma das solicitações mais comuns dos administradores, até hoje o TFS não oferece uma maneira fácil de obter essas informações. Aliás, não oferecia.

Em outubro do ano passado, submeti um projeto para o time dos ALM Rangers sugerindo tal funcionalidade. Esse projeto passou por votação, foi aprovado, foi desenvolvido (infelizmente não consegui participar do desenvolvimento por questões de agenda) e, finalmente, foi concluído.

Tenho o orgulho em anunciar o Extracting effective permissions from TFS Whitepaper and Samples. Ainda não é uma versão final, mas já dá uma boa ajuda.

report

Baixe o guia, rode a ferramenta, veja o seu relatório e, principalmente, forneça o seu feedback. Pode ser aqui neste blog ou mesmo na página oficial do produto.

Espero que gostem.

Abraços e até a próxima!
André Dias

Microsoft Hackathon DevOps – Como foi?

Quem já trabalhou em algum departamento de TI, deve ter presenciado pelo menos uma discussão entre “Desenvolvedores e Designers”, “Desenvolvedores e Testadores”, “Desenvolvedores e Profissionais de Infraestrutura” ou até mesmo entre “Desenvolvedores e Desenvolvedores”.

Agora vamos analisar: se os desenvolvedores não se dão bem nem com eles mesmos, qual a chance de sair algo produtivo ao se misturar Developers e IT Pros que nunca se viram, utilizando as mais variadas tecnologias, com o objetivo de colaborarem o tempo todo para entregarem um projeto em apenas 2 dias?

devops

Parece utopia, mas no último final de semana, Microsoft e Globalcode organizaram um Hackathon de DevOps que conseguiu essa proeza. Um evento com palestras sobre vários assuntos, mentores para suportar as plataformas Microsoft e Java e aproximadamente 40 pessoas divididas em 10 times.

O resultado foi algo que eu jamais tinha visto: Profissionais colaborando o tempo todo, não importando se o seu papel estava mais para Dev ou para Ops, se a tecnologia era Open ou Microsoft, o objetivo era entregar o projeto e para isso alguns times trabalharam durante a noite, ignoraram o coffee break e alguns até adiaram o almoço. Isso sem ganhar um centavo e “trabalhando” no final de semana.

Em poucas horas, esses profissionais conseguiram montar um ambiente de desenvolvimento, publicar uma solução na nuvem e monitorá-la tanto do ponto de vista técnico quanto de negócios de forma 100% automatizada. Algo que grandes empresas sonham há tempos, esses profissionais fizeram em apenas 2 dias.

alm-devops

Algumas frases que ouvi durante o fim de semana, resumem o evento.

  • “Eu não sabia que eu podia trabalhar assim. Eu descobri uma forma muito melhor de realizar o meu trabalho, uma forma que me dá prazer.”
  • “Eu como IT Pro me senti parte do projeto, não apenas aquele cara que recebe um chamado para instalar um servidor quando o projeto já acabou. Eu pude influenciar algumas decisões.”
  • “Eu gostaria de mais tempo…”
  • “Eu quero aplicar isso no meu trabalho amanhã…”
  • “Desenvolvedores e IT Pros trabalhando lado a lado são muito produtivos. As coisas saem na hora e acaba aquela burocracia que as empresas nos impõe”
  • “A produtividade que as ferramentas dão é fora do comum, eu fiz coisas aqui em dois dias que eu não faria em meses na minha empresa”
  • “Para subir um servidor na minha empresa eu demoro 22 dias, aqui eu subi vários em horas”

Sem dúvida, ouvir comentários como estes traz a sensação de dever cumprido, mas ao assistir a apresentação final, a satisfação é ainda maior. Me lembro claramente de olhar para a Yara Senger em uma das apresentações de Java e, mesmo sem falarmos uma palavra, os dois acenaram a cabeça querendo dizer “Como esses caras conseguiram fazer isso?”.

DevOps Hackathon

No fim, tivemos um “empate técnico” entre 2 grupos, mas como as regras do evento não permitiam um empate, novas premiações surgiram e além dos celulares Lumia 1320, os grupos vencedores ainda ganharam a oportunidade de apresentarem suas soluções no TechEd Brasil 2015. Quer prêmio melhor que esse? 🙂

Quero deixar aqui o meu agradecimento ao Vinicius Apolinário da Microsoft, ao casal Senger da Globalcode pela oportunidade de participar de um evento como esse e principalmente a todos os participantes pelo empenho e comprometimento durante todo o evento.

Pra quem não pode participar, segue abaixo os slides da minha palestra com o tema DevOps – Colaboração, Automação, Redução de Custo e Aumento de Produtividade em 40x.

Valeu galera! Foi muito bom!
Até a próxima.

Microsoft Hackathon DevOps

Quer aprender um pouco mais sobre DevOps?

Semana que vem, dias 5 e 6 de Dezembro, teremos um Hackathon de DevOps que está sendo realizado através de uma parceria entre a Microsoft e a Globalcode.

Teremos várias palestras, desenvolvedores e profissionais de infraestrutura trabalharão lado a lado para implementar uma solução de DevOps e os integrantes da equipe vencedora ganharão um Nokia Lumia 1320.

Ficou interessado, faça a sua inscrição no site do evento e aguarde a confirmação.

webcast devops

Quer saber um pouco mais sobre o assunto? Vejo os slides do bate papo que o Vinicius Apolinário, Edson Yanaga e Eu tivemos sobre DevOps e sobre o evento.

Em breve o vídeo estará disponível.

Abraços e até a próxima!

Reduzindo custos e aumentando a produtividade com ambientes de dev / test no azure

Nos dias 10 e 11 de Outubro, tivemos mais uma edição do Azure Summit Brasil 2014.

Foi um evento muito bacana onde no primeiro dia tivemos o conteúdo 100% focado no público executivo, enquanto no segundo dia o foco foi no público técnico.

Tive a oportunidade de palestrar como organizador e palestrante e abaixo vocês podem acompanhar os slides e vídeo da minha palestra onde mostrei como TFS, Lab Management, Release Management, System Center e Azure podem trabalhar de forma integrada para ajudar a sua empresa a aumentar a produtividade e reduzir custos com ambientes de Dev/Test.

Espero que gostem.

Abraços e até a próxima.

DevOps. Isso realmente existe?

Em 31/05 tivemos o #MSTechDay realizado na sede da Microsoft Brasil. Um evento divido em 3 trilhas (Cloud, Modern Apps e Games) e totalmente alinhado com a nova estratégia da Microsoft de Mobile First,  Cloud First.

Neste evento tive a oportunidade de palestrar junto com o Danilo Bordini e Vinícius Apolinário para apresentar a nova mensagem da Microsoft sobre DevOps.

Falamos sobre o conceito de DevOps, comentamos sobre os benefícios para Startups e para o mundo Corporate e fizemos uma série de demonstrações explicando como os produtos da linha System Center, ALM, Microsoft Azure e Open Source podem trabalhar de forma integradas para implantar o conceito.

Abaixo temos os Slides e Vídeos da apresentação.

Slides

Vídeo – Parte 1

Vídeo – Parte 2

Espero que gostem.

Até a próxima,
André Dias

Videos e Slides da Trilha de ALM – MVP Showcast 2013

ATDD para times .NET com Specflow e Coded UI Test

Palestrante: Alan Correa Morais
Data: 25/11/2013

Slides:

Gestão de Projetos e Processos – Muito além do trivial

Palestrante: Adriano Bertucci
Data: 26/11/2013

Slides:

Visual Studio, TFS e Git – Better Together

Palestrante: Giovanni Bassi
Data: 27/11/2013

Vídeo:

Cloud-based Load Testing

Palestrante: Igor Abade Leite
Data: 27/11/2013

Slides:

Vídeo:

Continuous Delivery com TFS e InRelease

Palestrante: André Dias
Data: 02/12/2013

Slides:

Vídeo:

Customizando o TFS de Ponta a Ponta – OData, APIs e muito mais

Palestrante: Márcio Sete
Data: 12/12/2013

Vídeo:

Auditoria: Report de Changesets no TFS

Hoje, um cliente que passará por uma auditoria, me pediu um relatório que exibisse todas as changesets realizadas durante um período, por um determinado usuário e que apresentasse todos os arquivos alterados na changeset.

O TFS não possui nenhum tipo de relatório que apresente essa listagem pronta, mas também não é nada do outro mundo construir um relatório que apresente isso. Com uma simples query você consegue puxar todos os dados para construir o seu report.

Basicamente você precisará consultar as tabelas tbl_Changeset e tbl_Version para obter as changesets e lista de arquivos e depois mais 3 tabelas para conseguir descobrir o nome do usuário, sendo elas tbl_VCIdentityMap, tbl_IdentityMap e tbl_identity, lembrando que apenas a última não está na base da sua Team Project Collection, ela está na base TFS_Configuration.

A query final apresenta o seguinte formato:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
SELECT
	cs.ChangeSetId,
	i.DisplayName,
	v.FullPath, 
	cs.Comment,
	cs.CreationDate AS [DATE]
FROM tbl_Changeset cs
		INNER JOIN tbl_Version v ON v.VersionFrom = cs.ChangesetID
		INNER JOIN tbl_VCIdentityMap vcim ON cs.OwnerId = vcim.IdentityId
		INNER JOIN tbl_IdentityMap im ON vcim.TeamFoundationId = im.localId
		INNER JOIN Tfs_Configuration..tbl_identity i ON im.masterId = i.Id		
ORDER BY cs.ChangeSetId DESC

Na imagem 1 podemos ver o histórico de ChangeSets dentro do Visual Studio e na Imagem 2 vemos como tudo está armazenado dentro do SQL Server.

changeset list
Imagem 1 – Changesets no Visual Studio

changeset query
Imagem 2 – Changesets no SQL Server

Espero que ajude nos seus reports de auditoria.

Abraços e até a próxima.
André Dias