O Custo de um Bug

Quem já não ouviu do gerente de projetos que tempo no cronograma para testes é bobagem? Teste unitário então? “Ah, isso é coisa daquele povo da eXtreme Programming, não precisamos disso! Vai consumir mais tempo e encarecer nosso projeto.”.

É! Eu já ouvi isso, e ouvi pessoas dizendo que ferramentas de ALM (Application Lifecycle Management) são bobagens também. Que tal perguntarem o que a Dell acha disso? Isso mesmo, a Dell! Ela conseguiu um ROI de “apenas” 225% em “apenas” 6 meses de implantação do Team System . Quem quiser consultar mais detalhes desse caso de sucesso acesse ROI CASE STUDY MICROSOFT VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM DELL

Bom, já vimos que há pessoas que acham que testes são caros, ferramentas, como o Team System, são caras, vamos tentar entender quanto custa um simples bug no seu sistema. Vamos lá.

Cenário 1 : Bug encontrado durante o desenvolvimento
Este cenário é o ideal. O desenvolvedor escreve o código, cria os testes unitários, verifica que alguns métodos estão com erros, os corrige e pronto. Desde que ele termine dentro do prazo, o meu custo adicional é zero.

Cenário 2 : Bug encontrado durante a fase de homologação
Desta vez o desenvolvedor também foi cuidadoso, no entanto, ele não testou uma integração do código que ele acabou de desenvolver com outro código já existente. Isso vai gerar erro de integração. O testador vai identificar o erro, registrá-lo, colocar os passos para reprodução e outras informações necessárias, esse bug será triado por um team leader, que encaminhará para um programador que precisará entender o que é esse bug, tentará reproduzi-lo para depois corrigir e só então gerar uma nova build para ser publicada. Ah, o testador terá que verificar se o bug foi realmente corrigido.

Bom, estimando isso em horas, podemos colocar 2 horas para o testador, mais 3 horas do desenvolvedor e do team leader. Se assumirmos uma valor médio de R$ 40,00 por hora, já temos um prejuízo de R$ 200,00 com apenas um bug.

Você deve estar pensando naquela sua planilha lotada deles né? Acertei? Que coisa!

Cenário 3 : Bug encontrado em produção
Dessa vez vamos falar do pior cenário, o cliente achou o bug. Primeiro que você vai ouvir um monte de abobrinha do cliente, e com razão. Você vai ter que dar um suporte telefônico pra ele, tentar entender o que ele está dizendo, dificilmente você terá um cenário igual ao dele, você perderá tempo montando o cenário, depois que conseguir reproduzir o bug irá registrá-lo, o programador terá que entender, corrigir, gerar uma build, ir pra teste, publicar no cliente, testar novamente. Ufa!!! Nessa brincadeira, você perdeu tempo do gerente do projeto, analista de negócio, team leader, programador, testador e do implantador.

Assumindo duas horas pra cada recurso, que ainda é pouco, e um valor médio, dessa vez ,de R$ 50,00 por hora, afinal gerente e analista ganham bem 🙂 A brincadeira ficou R$ 600,00. Bugzinho caro né?

Vamos fazer uma continha simples agora. 15 bugs por mês no cenário 2, mais 2 bugs do cenário 3 e no final de um ano temos um gasto com bugs em apenas um projeto de R$ 50.400,00.

Resumindo:
Bugs em um ano de projeto: R$ 50.400,00
Licença do Team System: Menos de US$ 15.000,00 (se for parceiro, pode ser até free)
Ver seu cliente feliz com o sistema sem bugs e renovando contratos: não tem preço

Impressionante como a implantação do Team System e os testes unitários no cronograma ficaram baratos de repente.

Um grande abraço
André Dias